• Pablo Zuazo

Diário de Hilda Hilst em 11/08/73



Desvincular-se do passado. Escutar o “AGORA”. Pensar que só o seu próprio EU é que modifica e faz renascer as COISAS. O EU verdadeiro. Não lamentar não pensar no dia de amanhã, não pensar no dinheiro na fama em ser alguém para OS OUTROS Viver o teu próprio Eu Descoberta. Ninguém te faz mal, Hilda, você mesma é que semeia ilusões, etc. se a mão do outro não está sobre a tua mão, não importa


0 visualização